---

  • ?
  • ?

---

  • ?
  • ?

educacao
Segurança e qualidade alimentar é prioridade na merenda escolar

Publicado em 15/04/2019 às 13:32 - Atualizado em 15/04/2019 às 13:32


Créditos: Marcelo Becker/Decom/PMT Baixar Imagem

Até chegar à mesa para as refeições dos mais de seis mil alunos dos 32 Centros de Educação Infantil e das 14 escolas de educação básica da rede municipal de ensino de Tubarão, a merenda escolar passa por uma série de etapas para atender exigências de qualidade e segurança alimentar. O resultado prático se observa na tão esperada hora do recreio: crianças bem alimentadas e metas nutricionais garantidas.

 

A primeira etapa da merenda escolar – a compra dos produtos e gêneros alimentícios – é um dos principais diferenciais do processo. Desde 2018 a prefeitura decidiu fazer a licitação direcionada para empresas locais, fortalecendo a economia municipal e transformando Tubarão em referência para outras cidades catarinenses. Outra novidade é a entrega direta dos produtos pelos fornecedores na escola, fazendo com que itens como carne, frutas e verduras cheguem sempre frescos na cozinha.

 

A preparação dos cardápios é feita com rigor pela equipe de nutricionistas da Fundação Municipal de Educação e a preparação das refeições fica por conta das 142 merendeiras das escolas. Para que os lanches e refeições cumpram normas técnicas, exigências nutricionais, segurança alimentar e controle de qualidade, integrantes do departamento de Alimentação Escolar e merendeiras participam de uma capacitação anual onde tudo é planejado e especificado.

 

“Depois disso apenas cuidados dos eventuais casos específicos que nos são encaminhados pelas diretoras. Aí visitamos as escolas para fazer os devidos encaminhamentos”, explica a diretora do Departamento de Alimentação Escolar (DAE), Gabriela Mendes Jeremias.

 

Desde 2016 todas as escolas contem com o self service térmico, onde as próprias crianças escolhem quais alimentos querem e a quantidade desejada. Além de deixar os alunos à vontade, o buffet ajuda a evitar o desperdício de comida.

 

A implantação do Selo de Qualidade, feita no último ano, foi outra iniciativa da prefeitura para melhorar ainda mais a qualidade da merenda escolar. As escolas certificadas com o selo - válido por seis meses - tiveram de cumprir uma série de tarefas e exigências estabelecidas pelo DAE para alcançar níveis relacionados a organização e higienização da cozinha, cardápio, estoque e produção e destinação do lixo. As 22 unidades escolares conferidas com o selo atingiram entre 95% e 100% dos critérios estabelecidos.

 

“Dessa maneira aumentamos a qualidade e segurança alimentar da merenda escolar, que é um importante integrante da Educação”, destaca o diretor-presidente da Fundação Municipal de Educação Maurício da Silva.


Galeria de Fotos

  • {{galeriaImagens.length + galeriaVideos.length - 12}}
  • {{galeriaMultimidia.length + galeriaImagens.length + galeriaVideos.length - 12}}
Fechar