---

  • ?
  • ?

---

  • ?
  • ?

esporte
Skate: opção de lazer nas férias em Tubarão

Publicado em 19/12/2019 às 16:37 - Atualizado em 19/12/2019 às 16:37


Créditos: Kamila Melo/Decom/PMT Baixar Imagem

Corrimões, rampas, escadas, bancos e até piscinas abandonadas têm outro sentido para os praticantes de skateboard. Seja no Street ou no Bowl, sobre quatro rodas as férias da garotada pode se tornar mais divertida para quem veraneia em Tubarão. A cidade ampara as duas opções da modalidade, com pistas ao ar livre, de uso totalmente gratuito.

 


Localizada na avenida Marcolino Martins Cabral, no Centro, ao lado do Centro Municipal de Cultura - Museu Willy Zumblick, a Pista de Bowl existe há mais de 30 anos. O estilo é facilmente identificado. São as estruturas com formato de piscina. Na realidade, diz Matheus Melo, é daí que surgiu esse estilo. “É que a Califórnia, na década passada, os surfistas ficaram um bom tempo sem ter onda. Aí que veio a ideia de pegar as rodinhas dos patins e colocar em uma madeira no formato de prancha”, revela. O skatista tubaronense, de 15 anos, ainda descreve que um dos primeiros movimentos realizados é o que chamam de carve: “quando fazemos uma volta de 180º sem manobra”, completa.

 


O atleta também destaca que, na opinião dele, não existe divisão no esporte radical. Ele trata o skate como um todo e, por isso, está direto na Pista de Street, chamada por todos de Plaza (Praça), que fica na rua Afonso Pena, ao lado da Arena Multiuso. Lá, fez muitas amizades, como Paulo Silva, jovem de 20 anos. Tanto um quanto outro, veem a pista como uma segunda casa e qualquer um que chega por ali, é bem recepcionado. “Se chega uma pessoa nova a gente tenta receber ela da melhor forma, porque é nossa casa. Ensinamos o que sabemos para a rapaziada e crianças que estão entrando”, afirma Paulo. Então, se você tem medo e acha que não vai conseguir se equilibrar, não é mais motivo para não tentar experimentar o skateboard.

 


No período de verão, os skatistas costumam se reunir na Plaza a partir das 15 horas, quando o sol já está menos forte. É importante detalhar a diferença entre os estilos que encontramos no município. Enquanto o Bowl tem mais movimentos aéreos, nas bordas, com altura, o Street é quase sempre no chão, utilizando obstáculos como bancos, corrimões, escadas, sendo praticamente na rua, daí a tradução do inglês. Outro detalhe é que, talvez, para alguém que ainda não teve nenhum contato com o skate, seja mais fácil de aprender e criar o gosto pelo esporte, optando por encarar primeiro o Street. E, reforçando: não vai faltar apoio. Seja novo ou até para os mais experientes, no skate todo mundo e parceiro e quer ver o outro evoluir, finalizam Matheus e Paulo.


Galeria de Fotos

  • {{galeriaImagens.length + galeriaVideos.length - 12}}
  • {{galeriaMultimidia.length + galeriaImagens.length + galeriaVideos.length - 12}}
Fechar