Ir para conteúdo 1 Ir para menu 2 Ir para busca 3 Ir para rodapé 4 Acessibilidade 5 Alto contraste 6

---

  • ?
  • ?

---

  • ?
  • ?

cultura
Tribunal de Contas do Estado expõe obras de Willy Zumblick em espaço cultural que leva o nome do artista tubaronense

Publicado em 24/11/2022 às 07:23 - Atualizado em 24/11/2022 às 07:23


Créditos: Divulgação/TCE/PMT Baixar Imagem

O Tribunal de Contas de Santa Catarina (TCE/SC) abriu, nesta quarta-feira (23/11), a mostra temporária “Sete Danças de Zumblick”. A exposição marca a reabertura do Espaço Cultural Willy Zumblick, no hall da sede do TCE/SC, em Florianópolis, que passou por remodelação. O horário de visitação será das 7 às 19 horas, em dias úteis, até o dia 20 de dezembro.

 

Nas obras, o artista retrata as danças portuguesa (1983), italiana (1983), alemã (1983), tirolesa (1983), polonesa (1982), negra (1985) e das prendas (1983), etnias expressivas de Santa Catarina.

 

Como os quadros integram o acervo do Centro Municipal de Cultura Museu Willy Zumblick, vinculado à prefeitura de Tubarão, foi necessária a autorização da Câmara de Vereadores, que expediu a Lei 5.817/2022.

 

De acordo com o contrato de comodato e com o protocolo de intenções celebrados entre a prefeitura de Tubarão, o Tribunal de Contas e familiares do artista plástico, as obras foram cedidas de forma temporária e gratuita.

 

A remodelação do Espaço Cultural Willy Zumblick — criado em 10 de junho de 2014 — foi uma das ações desenvolvidas pela Comissão Organizadora das Atividades Comemorativas aos 65 anos da Corte catarinense.

 

O grupo também foi o responsável pela produção da exposição permanente sobre a história do órgão encarregado da fiscalização das contas públicas do Estado e dos municípios catarinenses. Essa mostra, que ocupa diversas áreas do piso térreo da sede, será inaugurada no dia 7 de dezembro, durante sessão especial híbrida alusiva aos 67 anos de criação do TCE/SC.

 

O artista

 

Willy Zumblick nasceu em Tubarão (SC), em 26 de setembro de 1913, e faleceu em 3 de abril de 2008. Durante 75 anos, dedicou-se às artes, tornando-se reconhecido internacionalmente.

 

Suas obras retratam fatos históricos, religiosos e culturais de Tubarão e de Santa Catarina, como o folclore, o Contestado, a epopeia de Giuseppe e Anita Garibaldi, o Boi de Mamão, a Dança do Pau de Fitas, as rendeiras, entre outros temas.

 

Estima-se que sua produção artística ultrapassou 5 mil obras, parte delas expostas no Museu Willy Zumblick, em Tubarão, inaugurado pelo próprio artista, em 26 de setembro de 2000.

 

Com informações da assessoria de comunicação do TCE/SC