Ir para conteúdo 1 Ir para menu 2 Ir para busca 3 Ir para rodapé 4 Acessibilidade 5 Alto contraste 6

---

  • ?
  • ?

---

  • ?
  • ?

COVID-19
Vacinação contra Covid-19 para crianças com comorbidades ou deficiências permanentes inicia nesta segunda-feira (17)

Publicado em 14/01/2022 às 17:52 - Atualizado em 14/01/2022 às 17:52

Com o avanço da vacinação contra a Covid-19, torna-se necessária a ampliação de grupos a receberem o imunizante, a fim de evitar a disseminação do vírus. Levando este fato em consideração, fica estabelecido pela Fundação Municipal de Saúde (FMS), que na próxima segunda-feira (17), as crianças de 5 a 11 anos que possuem comorbidades ou deficiências permanentes, poderão receber o imunizante.

 

A campanha de vacinação para este grupo acontecerá no Centro de Vacinação da Arena Multiuso Prefeito Estêner Soratto da Silva, das 9 às 19 horas. Segundo o IBGE, Tubarão possui 8.490 crianças nesta faixa etária. Chegaram à cidade 480 doses nesta primeira remessa.

 

Destaca-se também, que o município ainda não recebeu todo o quantitativo necessário para atender a toda população desta faixa etária, entretanto, a distribuição será realizada pelo Ministério de Saúde do estado de forma escalonada, sem data definida.

 

São consideradas comorbidades ou deficiências permanentes:


- Diabetes mellitus e doenças metabólicas hereditárias (doença de Gaucher, mucopolissacaridoses e outras);


- Doenças pulmonares crônicas (asma grave, fibrose cística, fibroses pulmonares, broncodisplasias);


- Cardiopatias congênitas e adquiridas;


- Doença hepática crônica;


- Doença renal crônica;


- Doenças neurológicas crônicas (paralisia cerebral, doenças hereditárias e degenerativas do sistema nervoso ou muscular; deficiência neurológica grave);


- Imunossupressão congênita ou adquirida (incluindo HIV/Aids, câncer, transplantados de órgãos sólidos e medula óssea e pacientes em uso de terapia imunossupressora devido à doença crônica;


- Hemoglobinopatias (anemia falciforme e talassemia maior);


- Obesidade grave (IMC: escore z>+3);


- Síndrome de down;


- Limitação motora que cause grande dificuldade ou incapacidade para andar ou subir escadas;


- Indivíduos com grande dificuldade ou incapacidade de ouvir;


- Indivíduos com grande dificuldade ou incapacidade de enxergar;


- Indivíduos com alguma deficiência intelectual permanente que limite as suas atividades habituais, como trabalhar, ir à escola, brincar, etc.

 

 

Para receber o imunizante, é necessário comparecer ao local portando um laudo médico ou exame comprobatório que indique a comorbidade ou deficiência; comprovação de atendimento em Centro de Reabilitação ou unidade especializada; documento oficial com indicação da deficiência; cartões de gratuidade do transporte público; laudo ou declaração emitido pela equipe multidisciplinar, que indique a condição de obesidade, deficiência ou comorbidade; autodeclaração física (na ausência de outro tipo de documento) para os casos de deficiência permanente grave.

 


Vale lembrar, que estes documentos serão retidos pela equipe de vacinação para fins de auditoria, portanto deve-se também ser utilizada nessa situação cópia impressa destes.