---

  • ?
  • ?

---

  • ?
  • ?


CDL apresenta pauta de reivindicações ao prefeito de Tubarão

Publicado em 31/01/2017 às 20:05 - Atualizado em 31/01/2017 às 20:09

Presidente e diretoria da CDL apresentaram diversas sugestões e reivindicações ao prefeito
Créditos: Adriana Oliveira/Decom Baixar Imagem

Representantes dos lojistas de Tubarão, filiados à CDL, tiveram a oportunidade de apresentar, na tarde desta terça-feira (31), ao prefeito de Tubarão, Joares Ponticelli, uma série de reivindicações.

A reunião conduzida pelo presidente da CDL, Luciano Menezes, e que contou com a participação de diversos membros da diretoria, teve como pautas principais, o estacionamento rotativo, comércio irregular e lixo.

Luciano explicou ao prefeito que a falta de um estacionamento controlado tem trazido vários transtornos ao comércio local. “Precisamos que as vagas, principalmente, na área central sejam rotativas, para trazer mais comodidade aos clientes” salientou o presidente, ao lembrar que sem controle as vagas são ocupadas por funcionários e até por lojistas.

O estacionamento rotativo trouxe à tona ainda duas questões: guarda municipal e segurança. Luciano Menezes ressaltou que para o estacionamento ser de fato efetivo é necessário contar com o apoio da Guarda Municipal. “Sem a fiscalização deles, os motoristas não respeitam e acabam não cumprindo o rodízio”.

Com relação ao estacionamento, o prefeito trouxe aos lojistas boas notícias. Joares informou que a prefeitura vai contratar em caráter emergencial uma empresa para administrar o estacionamento rotativo. “É uma empresa que tem experiência na área e que vai poder realizar um trabalho inicial, enquanto, paralelamente, fazemos a licitação”, revela.

O prefeito também tranquilizou os lojistas ao informar que avançaram as tratativas com a guarda municipal e quem em pouco tempo, os servidores estarão de volta às ruas. “Estamos formalizando junto à Academia de Polícia Civil, a realização de um curso de capacitação para os guardas, bem como iniciamos o processo para compra de munição e radiocomunicadores”. A reativação do convênio de radiopatrulha com a Polícia Militar também foi citada por Joares como uma das iniciativas para ampliar a segurança na cidade.

Outro ponto destacado na reunião – comércio irregular – também foi solicitado pelos lojistas maior fiscalização da atividade exercida de forma ilegal. “Queremos identificar duas pessoas com perfil para serem fiscais, atuando de forma permanente, para coibir esse tipo de comércio, que tem crescido muito nos últimos anos”, sugere Luciano.

Poluição sonora e lixo também foram alvo das reivindicações dos lojistas. O prefeito aproveitou para expor as ações já colocadas em prática para melhorar o aspecto visual da cidade. “Vamos ser muito rigorosos com os proprietários de terrenos baldios. Área que não tiver dono e não for devidamente cuidada será punida com impostos mais altos ou até mesmo poderá ir a leilão”, assegura Ponticelli.

Ao fim do encontro os lojistas sugeriram a criação de um conselho voltado à discussão dos temas relativos ao comércio da cidade. “A reunião foi muito proveitosa e veio ao encontro daquilo que penso: sozinho não podemos resolver nada. Temos que unir os esforços, buscar soluções conjuntas. Só conseguiremos resolver grande parte dos problemas de nossa cidade se fizermos solidariamente, envolvendo todos os segmentos”, destaca Ponticelli.